The Affleck's

Meu sol particular! <3

A conhecida e amada overdose – Parte 1

Promovendo The Odd Life of Timothy Green e entrevistas diversas. Como são muitas entrevistas, não tem como traduzir tudo, mas vou colocar as partes mais legais e deixar links para quem sabe inglês e tiver interesse de ver. As fotos são de festas e eventos do filme também diversos.

Good Morning America (Podem ver o vídeo aqui)

Jen: “Eu fico cada vez mais exigente com cada filho é tão mais difícil sair de casa! Agora não sei o que vai me afastar dessas crianças. Mas com esse papel não havia chance de não fazer se eu o conseguisse, eu lutei pelo papel e fiquei tão animada de conseguir cada pedacinho dele.”
Entrevistadora: “Que tipo de mãe você é na vida real e você usou isso para o filme?”
Jen: “Bem, acho que muda com o tempo, talvez com a minha primeira eu era mais como uma ‘mãe de primeira viagem’ (eles chamam de mãe helicóptero), mas agora sou mais tranquila até com o estágio de bebê.”

Entrevistadora: “Como é um dia na sua casa? Deve ser um pouco maluco.” (Se referindo às 3 crianças).
Jen: “É mesmo, mas eu acho que toda casa é um pouco doida, é amamentar no meio da noite, acordar com um, levar o outro para escola. Mas a vida é boa conseguimos fazer tudo. É um monte de ‘MOM’, quando esse (Sam) conseguir falar ‘Mom’, eu não sei o que vou fazer, sinto que nunca haverá um momento aonde ninguém está chamando por mim.”
Entrevistadora: “E quanto há um quarto? Eu sei que o Ben tem falado nisso.”
Jen: “É, todo mundo tem se juntado ao Ben e as minhas filhas na batalha por um quarto.”
Entrevistadora: “E você pode ser convencida?”
Jen: “Não podem me convencer, mas eu não sei, não não, definitivamente não.”

-O que em Odd life te atraiu?
Jen: Bem, poucos filmes transmitem maternidade corretamente. Muitos filmes são sobre a criação de filhos ou apresentam pais, mas raramente vejo um em que sinto “SIm, essa sou eu, já fiz isso, tenho isso também” e ao mesmo tempo, não é real, é totalmente mágico. No final é só fantasia.

-Porque é importante registrar sua vida em fotos?
Jen: Todos os momentos da vida voam, passam em um segundo, você tem que segurá-los.
-Que momento mágico define quem você é?
Jen: Um momento mágico que me define? Eu não sei! Eu sinto que muitos momentos são mágicos, como uma conversa no jantar que você tem completa pela primeira vez com seus filhos sem que alguém se levante. Quando seu filho larga a beirada da piscina e nada até você ou quando você vê seus filhos interagindo carinhosamente e cuidando um do outro sem que você precise estar perto.

-O que você procura em um roteiro?
Jen: Eu procuro um personagem que me surpreenda e que seja diferente dos meus papéis anteriores. Cindy Green, honestamente foi as duas coisas. Ela me surpreendeu porque é tão verdadeira. Eu cometi os mesmos erros que ela, tive as mesmas alegrias, a vida dela, porém, é um pouco mais estranha que a minha.
-Se você fosse lembrada por uma imagem, qual seria?
Jen: Seria essa. (Faz uma carinha cute e depois morre de rir, podem ver no finalzinho do vídeo).

Entrevista meio aleatória:
-Como ter 3 filhos tem sido diferente de ter 2?
Jen: “Bem, são duas crianças e um bebê, você sabe o que quero dizer? Então são as complicações de ter um bebê e já ter duas filhas. São muitas. Só agora sinto que estou começando a sair de um nevoeiro. ”
-Como você se mantém ativa enquanto equilibra trabalho e maternidade?
“Bem, se você não fizer isso, você perde sua cabeça certo? Quero dizer, não há um ponto no dia de todos, quando você pensa: ‘Se eu não sair com essas crianças vou enlouquecer e elas também”? Quero dizer, para mim, quando você começa a perceber que as crianças estão inquietas e ranzinzas, isso é quando você arruma as coisas e os leva para fora, não importa o que você vai fazer. ”

-Qual é a melhor maneira de manter as crianças ativas lá fora? Como você faz isso?
Jen: “A melhor maneira de mantê-los ativos é deixá-los ser crianças. Deixe-os bagunçarem. Deixá-os usar uma mangueira ou água, mas se as crianças são pequenas demais para fazer isso por conta própria, então você tem que chegar lá e brincar de esconde-e-esconde. Eu brinco muito de esconde-esconde.”
-Você se esconde bem?
Jen:”Eu sou melhor para procurar. Eu sou muito boa em fingir que não estou vendo eles.”

-Você é competitiva quando se trata de esportes e jogos?
Jen:”Eu posso ser competitiva. Eu não acho que eu sou uma pessoa profundamente competitiva, não, mas eu posso ser. Se o jogo é Scrabble, eu posso ficar bastante competitiva.
-Você é boa em Scrabble?
Jen: “Eu costumava ser, antes de eu perder meu cérebro. Antes eu fazer uma lobotomia chamada três filhos.

Jimmy Kimmel (Download aqui)

Jimmy: Como estão o meu Ben?
Jen: Sabe de uma coisa, tem sido difícil na minha casa.
Jimmy: Porque tem sido difícil?
Jen: Bem, eu estou deliciada de ouvir sobre o seu noivado, meus parabéns.
Jimmy: Oh, obrigada!
Jen: Eu gosto muito da Molly e acho que é uma linda coisa. Mas não é assim para Ben.
Jimmy: Ah não!
Jen: SIm, sim.
Jimmy: Ele está sofrendo com isso?
Jen: Você fez uma promessa que não está cumprindo e, bem para mim está tudo bem. Eu acho um pouco estranho ter que falar com você sobre isso, mas esse é quem eu deixei em casa.


(Para quem não sabe, há uma “história de amor” entre o Ben e o Jimmy, tem vídeo e tudo, é hilário! Depois faço um post!)

Jimmy: Oh não! Oh não meu pobre bebê! Sabe, foi um tempo diferente, e nós demos a melhor chance. Eu não posso deixar de pensar que você ficou no meio disso com todos os bebês que você ficava tendo. E francamente, nosso amor não é legal no estado da Califórnia e não tinha muito o que podíamos fazer.
Jen: Ok, eu fico com isso. (Pega a foto)
Jimmy: Posso ficar com ela?
Jen: Ok, tudo bem.

Jimmy: Foi o aniversário de 40 anos do Ben não é?
Jen: Sim, Benjamim tem 40 anos agora.
Jimmy: Você comprou algo para ele?
Jen: Sim, é um pouquinho.
Jimmy: Eu comprei um carro para ele!
Jen: (Rindo) É mesmo? Eu comprei um helicóptero, mas não é nada!
Não, nós tivemos um pequeno jantar. Foi legal.
Jimmy: Não foi nada grande.
Jen: Bem, não porque eu pensei que seria legal ter um grande aniversário 39. Era grande e chique e ele disse que era como um casamento, mas que seja. Todos chegavam para mim e perguntavam: ‘Oh é o 40 º aniversário dele? E eu respondia ‘Não, é o 39! “Agora este ano, quando na verdade é o tempo para uma grande festa eu fico dizendo:’Não, nós já fizemos isso! Mas ele está bem.

Jimmy: As crianças deram algo para ele?
Jen: Sim elas fizeram pequenas coisas de argila e pintaram.
Jimmy: Oh, esses são os piores presentes.
Jen: Eles são, porque sabe de uma coisa, você não pode jogá-los fora. Então temos centenas. Tipo a colher está escrita, “Melhor pai do mundo”, a caneca de cereal, ele termina o cereal e tem “Eu amo o papai”.
Jimmy: Um dia você vai jogá-los fora.
Jen: Nunca, nunca, nunca!

Jimmy: Você está gostando de ter um menino?
Jen: Sim, eu amo ter um menino.
Jimmy: Fiquei surpreso por vocês não o terem nomeado em minha homenagem. Isso foi, eu tenho que dizer, um pouco estranho.
Jen: Foi uma briga, mas eu ganhei e ele foi nomeado em homenagem ao avô do Ben. Ele é ótimo, nós nos acostumamos que temos mais uma criança e que é um menino.
Jimmy: Suas meninas gostam dele?
Jen: Elas o adoram. Elas amam ter um irmãozinho.

Jimmy: Parece perfeito o fato de ter duas meninas e agora um menino.
Jen: É todas as vezes que você troca a fralda nas primeiras semanas é como: Oh, sim, você é um menino, tem algo diferente acontecendo aí eu não estava esperando isso.
Jimmy: As meninas perceberam?
Jen: Bem, sim. Elas ajudam muito com a troca das fraldas. Não acredito que vou te contar isso, mas um dia… antes de dormir elas tem que limpar os quartos delas e quanto Ben chegou ele disse: Ok pessoal vamos limpar toda essa “junk” (pode ser traduzido como bagunça, mas pode ter outros significados de acordo com o contexto). E Serah disse: “É o que a mamãe fala!” E ele perguntou: “Como assim?” E ela respondeu: “Você é que tem “junk” papai” ele pergunta: “Porque” e ela diz: “Seu pênis!” E aí ele vira para mim e fala “Podemos conversar na cozinha. Você está ensinando nossas filhas a falar “junk”” e eu disse, quantas vezes ao dia você pode dizer a palavra pênis, tem um limite! Você tem que chamar isso de alguma coisa.
Jimmy:Eu tenho uma foto sua, me conte como isso aconteceu.

Jen: (Suspira) Bem, gosto de você menos agora. Eu era da banda por muitos anos.
Jimmy: Eu quero te mostrar algo. Essa é uma foto minha.

Jen: Não! Nós usávamos os mesmo óculos! Vou levar isso para o Ben e falar, viu você terminou com a mesma pessoa!

Ufa, tem mais ainda por vir! Demorei meses para fazer esses posts. :/ Falta de tempo: a gente se vê por aqui! Mas antes tarde do que nunca né!

Anúncios

Navegação de Post Único

10 opiniões sobre “A conhecida e amada overdose – Parte 1

  1. Cláudia em disse:

    Que linda!

  2. adoro as entrevistas dela, estava com saudades já 😀
    sempre tão linda nas fotos, ela falando das crianças *-* brincando de esconde-esconde haha

  3. Aw sempre tão adorável!*-*Falando das crianças,fofuraaa!

  4. Tay em disse:

    Eu vi as entrevistas na época mas nem lembrava dessa segunda. Obrigada! imagino o trabalhão que dever dado traduzir tudo 🙂
    adoro quando a Jen divide essas estórias da rotina das crianças, da família <333 Jen super mãe e muito fofa. E a divulgação The Odd Life of TG foi um prato cheio pra essas coisas /amei!
    A minha entrevista favorita do post foi a do Jimmy Kimmel! Já sabia q ia ser antes msm de acontecer (tava aguardando ansiosamente) pela sacana…oops estória do Ben com o Jimmy ❤ (e tbm o Jimmy e a Ellen rendem as entrevistas mais engraçadas na minha opinião)
    A estória do "junk" foi hilária hahaha /imagino a cena, ai ai essa Serinha haha
    e ótima sacada da ft do Ben sofrendo (ai essa Jen haha) e as fts do fundo do baú Jen e Jimmy nerds haha

  5. Tay em disse:

    *pela sacana…oops estória do Ben com o Jimmy ❤ (e tbm o Jimmy e a Ellen rendem as entrevistas mais engraçadas na minha opinião), mas superou minhas expectativas

  6. Deve ser uma loucura,lembro que a Nic disse: é um monte de:mãe vem cá,mãe olha isso,mãe vm brincar….E quando o Sam começar..cabou asuahs
    Eu não entendi da parte do quarto.
    Vê os filhos na piscina interagindo,imaginei certinho aqui*.*
    Quando estão inquietas ranzinzas eles saem,por isso estão sempre na rua,dica pra Nic isso aisiasj. Brincando de esconde-esconde veio a cena direitinho na minha mente,toda tchorda
    Eu os imagino como uma grande familia engraçada e feliz,sabe que nem filme de comédia?E essas entrevistas nos dão um pouco deles,faz imaginarmos como são e as coisinhas que elas fazem pra eles- Melhor pai do mundo-AWW
    EURI do junk iasuhauhsuhauhs,Ben tendo um piripaque em 3,2,1.
    Entendi isso Luh,tb tenho uma pilha de entrevista pra postar,mas sai 1 nova a cada dia,falta tempo e tb iria ficar mega cansativo,mas eu adoro entrevistas,como eu disse nos faz imaginá-los.
    Comentei um livro e é pq deixei muita coisa de fora uashuash

    • Deve ser muita loucura mesmo! Imagina 3, ou melhor 4, pessoas disputando sua atenção! Pois é Nic, fica a dica de sair quando as meninas estiverem agitadas! O que você não entendeu Nessa?
      Eu também amo entrevistas!

  7. “O amor de uma mãe é inexplicavelmente transformador. A convivência com o filho e a possibilidade de exercer seu papel de mãe pode ser o método mais eficaz de recuperação que elas podem ter”, considera.

  8. Gente a Jen é uma musa né! Eu adoro ela cara, e eu vi Timothy e achei o máximo, te disse né Luh? Um filme muito lino gente, até chorei! E a Jen é uma doidinha como mãe lá e em casa deve ser assim também! Como ela disse ela e Cindy tem esse lado mãe igual, tiveram as mesmas coisas como mãe! Menos um filho que faz fotossintise, também né! kkkk Ja pensou a Vi ir tomando sol la fora, em busca de luz solar? kkkkkkkkk o gente!
    Brincando de esconde-esconde, eu bem sei o que é isso de ‘boa em procurar’ dela! O filho esta escondido embaixo dos pés, é obviu mas você tem que fingir que não! Mas confesso que sou muito boa também em me esconder! A Maria leva cada susto comigo kkkkkk gente, ja pensei nisso de é muito mãe,mãe,mãe! Se ela não sair um pouco fica atordoada! E saem muito mesmo pra evitar uma loucura! kkk
    Sam falando mom *.* imagino elas trocando a fralda kkkk essa historia de Junk eu li uma vez, eu ri! O Ben não entende o porque disso, mas eu imagino que é muito mais fácil do que dizer penis o tempo todo!
    Gente olha só os dois kkkkkkkkkk parecem o mesmo!
    Mas é mt bom msm entrevista, como a Néss disse, nos faz imaginar cenas que a gente não vê como papo no jantar, garotas nadando, o junk do Sam! kkkk E até a briga pelo nome dele! Enfim!

    • Ain Lari! Também apaixonei com Odd Life! Muito lindo! Tadinho do Ben perdido no meio dessa mulherada! Uma falação! Ainda bem que agora tem o Sam também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: